5 Recontos: relendo contos tradicionais | Aletria contos clássicos, contos tradicionais livros infantis, promoção, aletria, recontos, tradição oral, livros infantis promoção, mês do livro infantil

5 Recontos: relendo contos tradicionais

Publicado: 11/04/2018

Em abril comemoramos duas importantes datas de nosso calendário de efemérides: o dia internacional do livro infantil (comemorado no dia 2, data do nascimento do escritor Hans Christian Andersen) e o dia nacional do livro infantil (comemorado no dia 18, data do nascimento do escritor Monteiro Lobato). E a Aletria está em festa. O mês inteiro com um descontasso de 40% em todo nosso catálogo. Corre lá que livro é o melhor presente. Livro da Aletria então, nem se fala! 

Na última semana, o Blog da Aletria publicou um especial com dicas preciosas para a mediação de leitura de contos tradicionais. Dessa vez nossa lista vai para os indecisos de plantão. Quer aproveitar a promoção da Aletria e levar uns recontos de histórias clássicas para animar as rodas de leitura? Senta que lá vem uma lista com 5 obras da Aletria que recontam histórias tradicionais. De Perrault, passando pelos clássicos medievais, pelos contos tradicionais indígenas, até chegar nos contos populares russos, escolha o seu: 






Barba Azul é um conto clássico recontado pelo francês Charles Perrault e publicado pela primeira vez sob o título “La barbe-bleue”, no livro Les Contes de ma mère l’Oye (Contos da Mamãe Gansa), em 1697. Nesta edição da Aletria, a autora e ilustradora argentina Anabella López, vencedora do Prêmio Jabuti, faz uma releitura da obra de Perrault. De acordo com a autora, trata-se de “uma escolha estética inspirada pela energia animalesca do personagem, transmutado em entidade bicho-homem”. Por isso, o nome do personagem foi alterado para Barbazul. Ao criar a cena das esposas enterradas de Barbazul, colocando para cada corpo uma rosa vermelha, Anabella nos emociona e homenageia as mulheres vítimas de violência neste mundo.


Barbazul (Ed.Aletria) começou 2018 colecionando reconhecimentos, prêmios e seleções. Saiba AQUI quem já falou sobre Barbazul de Anabella López. 





2) Contos da Meia Noite do Mundo




Em Contos da meia-noite do mundo, o argentino Rodolfo Castro apresenta ao leitor três contos clássicos narrados como surgiram durante a Idade Média. Contos como A Bela Adormecida (A matéria do silêncio), A Gata Borralheira (Maldito pé pequeno) e Chapeuzinho Vermelho (A donzela feroz), estão aqui em versões que, propositadamente, reúnem variantes não tão conhecidas do público. As ilustrações do premiado paulistano Alexandre Camanho parecem nos conduzir diretamente dos dias atuais para a Idade Média. Para os jovens leitores, contadores de histórias, pesquisadores e interessados em contos clássicos esta é uma obra simplesmente imperdível.


Em 2017 o Blog da Aletria encontrou com o autor Rodolfo Castro para um bate-papo sobre sua obra. O resultado você confere por AQUI, em vídeo e texto.







3) De Parcerias e Trapaças





As histórias que nos legaram os povos indígenas constituem parte fundamental da identidade do nosso povo. Neste livro elas são recontadas por Maria Inez do Espírito Santo e falam sobre as disputas entre diferentes bichos da floresta e como, desde tempos imemoriais, a astúcia pode vencer a força bruta. O contato dos povos indígenas com comunidades próximas tornou algumas dessas histórias conhecidas, que a Aletria, agora, se orgulha de oferecer ao jovem leitor. As ilustrações de Anabella López, vencedora do Prêmio Jabuti, são pura arte!


Em 2015, ano de lançamento da obra, o Blog da Aletria conversou com Maria Inez e Anabella Lopez. Relembre as entrevistas AQUI e AQUI.





4) Emengarda, a Barata.




Emengarda é uma barata que sonha em se casar. Para atrair pretendentes, esta simpática baratinha é capaz até de mentir. Mas descobre, mais tarde, que o verdadeiro encontro está na sinceridade. Uma encantadora história que traz as várias versões desse popular personagem que é a Dona Baratinha. No livro, Emengarda ganha vida nos versos do contador de histórias Pierre André e forma nos desenhos de Juliana Buli.


Emengarda, cheia de simpatia, já ganhou o coração de leitores em vários cantinhos do Brasil. Virou personagem de contações de histórias do Oiapoque ao Chuí. Da sala de aula aos canais do youtube! O Blog da Aletria achou uma contadora de histórias mirim que fez um vídeo super legal com a história dessa divertida baratinha, assista AQUI. 







5) O Maior Nabo do Mundo




O Maior Nabo do Mundo é um reconto de uma popular história popular russa, registrada inicialmente pelo escritor russo Alexis Tolstoi (1883-1945). Desta vez, quem nos conta a história desse nabo gigante é Celso Sisto, escritor carioca e referência na arte de contar histórias. A obra traz um conto cumulativo sobre um velhinho louco por sopa de nabo. Um dia, sua plantação é arrasada pela seca e ele tem que recomeçar a cultivar seu legume preferido. Depois de plantar uma mudinha, desejou tanto que o nabo crescesse que quase não coube no livro! Uma história cheia de solidariedade e lirismo. O premiado ilustrador Marcos Maruti empresta o seu talento ao livro com desenhos divertidíssimos!

Voltar