Tomi Ungerer, Aletria, Adelaide, livro ilustrado, literatura infantil, ilustração

Adelaide e o livro ilustrado contemporâneo

Publicado: 15/11/2017

Como  vocês já devem saber, o grande escritor e ilustrador Tomi Ungerer está na estante da Aletria! Esse mês tivemos a honra de publicar Adelaide, um clássico de Ungerer em tradução inédita no Brasil. Para marcar a presença desse importante autor em nosso catálogo, o Blog da Aletria traz uma série de posts sobre o Mestre Tomi. Dessa vez, falamos mais um pouco sobre a canguru voadora Adelaide e a década de 50, época de seu nascimento.


Quem é fã de literatura infantil não pode deixar de ler.




Década de 50, tempo de revoluções comportamentais, da guerra fria, do lançamento do Sputnik e da invenção da Teoria do Big Bang.  Época de Elvis, Martin Luther King, Charles Chaplin e dos beatniks. No Brasil, a TV chegava, a seleção ganhava seu primeiro título do mundial, Vargas morria, JK era eleito e Jânio proibia o Rock and Roll nos bailes. Nas artes, o movimento expressionista dá lugar à Pop Art e Hemingway e Camus ganham o Nobel de literatura. Nos anos 50, a litografia ainda era o processo mais comum de impressão de imagens e o mundo ainda vivia sob a sombra do fim da Segunda Guerra mundial.





Em paralelo a esses acontecimentos, o livro ilustrado e a literatura infantil também traçavam sua própria linha do tempo. Nas técnicas de impressão e formatos, os livros ilustrados saiam da era da tipografia, gravura e litografia e começavam a entrar na era da impressão offset. A partir dos anos 60, a impressão offset passa a ser a técnica de impressão mais usada, revolucionando o mercado editorial a composição de cores, textos e imagens. É na década de 50 e 60 que começa a surgir o chamado “livro ilustrado contemporâneo”. 





O status da imagem dentro do livro passa a ser cada vez mais importante, autores-ilustradores de vanguarda se destacam ao trabalhar em suas obras a articulação entre texto e imagem, como é o caso de Tomi Ungerer, Maurice Sendak, Claude Ponti e Phillippe Corentin. No início dos anos 60, surge uma nova dimensão de complexidade no texto literário infantil, que passa a representar o inconsciente infantil com humor, crítica social e fantasia. Nas temáticas, as obras infantis passam a ter um universo tão grande quanto o da literatura adulta. Uma nova geração de autores, cria  heróis/protagonistas com dúvidas existenciais. 




Foi nesse contexto, em que o mercado editorial dos Estados Unidos vivia o crescimento pós-guerra e que Fidel Castro e Che Guevara comandavam a Revolução Cubana, que Tomi Ungerer publicou, em Nova Iorque, um dos seus clássicos da literatura infantil: Adelaide, a canguru voadora.






Adelaide



1959, Tomi lançava Adelaide e já se firmava como um grande autor-ilustrador. Recém chegado do interior da França para Nova Iorque, Tomi publicou Adelaide pouco depois de ter voltado de uma longa viagem de carona pela Europa e de ter desembarcado pela primeira vez no Novo Mundo com apenas 60 dólares no bolso e muitos sonhos na mala. Não por acaso, Adelaide é uma canguru que viaja o mundo de carona, sem dinheiro e com muitos sonhos.






Dona de um par de asas, Adelaide é diferente dos demais cangurus à sua volta. Movida por um impulso curioso de conhecer novos mundos, a simpática Adelaide voa não só em busca de seus sonhos, mas também de sua identidade. E ao se deparar com outros mundos, Adelaide passa por situações difíceis, faz amigos, toma decisões, se apaixona e acaba também por se encontrar. 






Adelaide é especial, simpática e doce. A simplicidade das cores, traços e da narrativa de Ungerer fazem crescer no leitor uma grande afeição por nossa heroína voadora. Com um jeito de livro retrô de vanguarda, Adelaide é uma obra que não pode faltar nas prateleiras dos pequenos e grandes fãs da literatura infantil. Adelaide é um clássico, e “um clássico nunca esgota tudo o que tem a dizer” (Ítalo Calvino).   



Trecho do vídeo de animação criado a partir das ilustrações de Ungerer em AdelaideVídeo do "La cabane à histoires"


_______________________________________________________________________________________________________________



Saiba mais sobre Tomi Ungerer: 


O Blog da Aletria preparou um post com a linha do tempo de Ungerer:

- Leia aqui a Parte 1

- Leia aqui a Parte 2




Trailer do Vídeo Documentário sobre Ungerer: 




Adelaide já está à venda na Loja Virtual da Aletria. Compra rápida, fácil e segura AQUI

Voltar