Carta às meninas e aos meninos em tempos de Covid-19 | Aletria

Carta às meninas e aos meninos em tempos de Covid-19

Publicado: 27/04/2020


Ilustração: Gabriel Benedito.


"Queridas meninas e queridos meninos,
Vamos conversar sobre o que está acontecendo no planeta?"


Com esse convite, a Carta às meninas e aos meninos em tempos de Covid-19 começa uma singela viagem em dez páginas que explica de uma maneira afetuosa por que a pandemia do coronavírus mudou tanto a rotina das crianças, o que os adultos estão fazendo para combater a doença e como podemos juntos superar esse momento.



Ilustração: Anna Cunha.


A carta é uma publicação do Fórum Mineiro de Educação Infantil e foi organizada pela educadora Mônica Correia Baptista, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mônica se reuniu com onze artistas diferentes e cada um ficou responsável por uma lâmina da carta, incluindo a capa. A pluralidade de traços e contribuições tornou o projeto potente, além de ter garantido uma qualidade gráfica apurada mesmo com a execução em tempo recorde: dia 5 de abril, pouco menos de um mês após o início da quarentena, a carta estava no ar.

Alguns meses atrás, em outubro de 2019, uma outra publicação plantou a semente da Carta às meninas e aos meninos: era a Carta para los niños y ninãs en este momento de crisis, criada pela também educadora chilena Isidora Lobo e pela ilustradora Carla Infante para ajudar as crianças chilenas a entender por que, da noite para o dia, suas vidas haviam virado de ponta-cabeça após duras medidas de repressão do governo a protestos que exigiam melhores condições de vida no país.



Manifestações em Santiago inspiraram carta aos pequenos chilenos.
Foto: Ivan Alvarado (Reuters).


De forma delicada, a carta chilena fazia uma mediação eficaz entre um assunto difícil de tratar e as crianças, ávidas por explicações. Em entrevista à Revista Crescer, Mônica conta: “Esta carta tinha me tocado muito pelo carinho, pela potência da linguagem para quem precisa de uma mediação para compreender. Até que veio a tragédia do coronavírus e, na minha vivência como mãe, tia e avó, pensei em como é difícil para as crianças verem essa situação e compreenderem. Então, me inspirei nela", diz a educadora.


A publicação é uma mensagem de alento aos pequenos e um recado de que eles não estão sozinhos e serão protegidos. Leia na íntegra a seguir.


Pelo Instagram: instagram.com/criancasdobrasil

Pelo Issuu: bit.ly/CartaCriançasCovid-19

Baixando o PDF: bit.ly/downloadCartaCrianças




Voltar