Literatura para a primeira infância: por que ler com crianças pequenas? | Aletria literatura; primeira infância; crianças; livros

Literatura para a primeira infância: por que ler com crianças pequenas?

Publicado: 16/06/2020

Entenda os benefícios de compartilhar literatura com as crianças desde cedo e veja alguns livros da Aletria que são um sucesso com os pequenos



Importante figura para a literatura no Brasil, o folclorista, historiador e professor, Luís da Câmara Cascudo, dizia que a literatura é o primeiro leite intelectual da criança. Oferecer a elas um livro ou uma história é oferecer cultura, saberes, linguagens e referências estéticas diversas, o que é essencial para o desenvolvimento delas.


A leitura com as crianças pode começar muito cedo: desde que são bebês. Algumas pessoas acreditam que o fato de elas não entenderem a história impede o compartilhamento de um livro, mas isso não é verdade. 


O contato com a literatura desde cedo proporciona às crianças muitas riquezas, como o contato com a língua e a cultura onde está inserida, a identificação de cadência, ritmo e emoção, a percepção de começo, clímax e desfecho, além da aproximação do adulto que conta aquela história. Ler com crianças pequenas é um ato de amor!


Há um grande apelo dos “livros para bebês”, que propõem experiências sensoriais. Mas, entenda: um livro não precisa fazer barulho e nem ter uso de brinquedo para tocar as crianças pequenas. Acredite, uma narrativa sensível que toca os adultos também alcançará as crianças dentro da subjetividade delas.


Na Aletria fazemos sugestões das leituras de acordo com o estágio do leitor: iniciante, em processo, fluente ou crítico. Mas essa é só uma forma de ajudar as famílias e os educadores a entenderem melhor sobre as características dos livros.


Veja algumas sugestões do nosso catálogo que são um sucesso entre as crianças pequenas:


O ovo Amarelinho da Galinha do Vizinho

Autora: Rosana de Mont’Alverne

Ilustrações: Raquel Abreu

Compre aqui




Esse divertido livro conta a história de Sebastião e sua busca pela galinha que bota ovo amarelinho. Não pense que essa é uma busca fácil: você não imagina quantos tipos de ovos existem no mundo dessa história! A obra nos leva aos mais diferentes lugares, nos faz conhecer diversos personagens, ovos e galinhas, tudo isso em uma narrativa que mais parece música e é cheia de rima. A história também brinca com o exercício de contar de um até dez, que é uma diversão e aprendizado paras as crianças pequenas.


O Rabo do Rato

Autora: Balbina Oliveira

Ilustrações: Nilcemar Bejar

Compre aqui




A obra, que tem letras em caixa alta e imagens cheias de cor, conta a história de um ratinho que faz uma jornada para ter de volta seu rabinho, que foi roubado pelo gato. É uma narrativa cumulativa, ou seja, com ações que se repetem durante todo o livro até o final surpreendente. O livro traz diferentes situações e personagens e tem uma dose deliciosa de humor, que vai divertir os pequenos.


Emengarda, a Barata

Autor: Pierre André

Ilustrações: Juliana Buli

Compre aqui




Esse é um daqueles livros que dá vontade de cantar! Aliás, ele traz a referência de uma cantiga tradicional que é “A Barata Diz que Tem Sete Saias de Filó”. Nessa história, a barata Emengarda quer se casar e, por isso, se põe a cantar prometendo muitas coisas aos pretendentes. Cheio de rimas e musicalidade, esse livro encanta as crianças pequenas que adoram a ideia de imaginar uma barata sonhadora.

Voltar