Provérbios populares de aqui e acolá | Aletria

Provérbios populares de aqui e acolá

Publicado: 21/10/2015

O Blog da Aletria traz todo mês um provérbio popular acompanhado de ilustrações dos livros publicados pela Editora. Os ditos que apresentaremos aqui são frutos dessa vastidão de terras brasileiras e de acolá atravessando Amazônia, Pantanal, o Chuí e além mar e foram passando de geração em geração, de povos para outros povos, vêm de muito tempo atrás.

Provérbio, ditado, adágio, máxima, aforismo, rifão, prolóquio, parêmia.

Trata-se nada mais, nada menos de uma frase que em poucas palavras encerra um princípio moral e ensinamentos comuns sobre a vida.

 

Provérbios populares de aqui e acolá
um provérbio ilustrado todo mês


"Um rosto não se lava com um dedo só"

(provérbio congolês)

 



No dia em que Malu voltou para casa, foi uma festa! A turma da sua rua havia pintado o muro inteirinho. Parecia uma história enorme, toda ilustrada, cheia de cenas, personagens e aventuras. Malu estava por toda parte: pilotando um foguete cor-de-rosa, montando em um rinoceronte cinza de bolinhas vermelhas, tocando seu querido acordeão verde perolado, pulando corda em cima de um barco amarelo, voando num colorido tapete sobre as torres dos castelos dos contos de fadas, brincando de roda com a meninada.

----------------------

(Trecho do livro Todas as cores de Malu, de Rosana Mont'Alverne com ilustrações de Maurizio Manzo)

Voltar