Semana do Meio Ambiente: veja livros da Aletria que reverenciam a natureza | Aletria semana do meio ambiente natureza livros aletria

Semana do Meio Ambiente: veja livros da Aletria que reverenciam a natureza

Publicado: 01/06/2020

Em homenagem à Semana do Meio Ambiente, a Aletria selecionou cinco livros do seu catálogo que falam sobre a beleza da natureza 

O dia 5 de junho foi instituído como o Dia do Meio Ambiente e, durante toda a semana, diversas instituições ligadas ao tema fazem ações para lembrar a importância de cuidarmos bem dessa grande casa, que é o nosso planeta!

O tema da natureza, representado pela fauna e a flora, também está presente em diversos livros da Aletria!


Algumas obras, como BichosVermelhos, nasceram com a intenção clara de falar sobre o Meio Ambiente e a importância de preservá-lo. Nessa obra, Lina Rosa (texto), Erick Vasconcelos (ilustrações) e Rebeca Melo (engenharia de papel), denunciam com delicadeza e até um pouco de humor uma lista de 20 anmais ameaçados de extinção. A obra representa os animais com ilustrações e dobraduras de papel; tem prefácio assinado pela ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva e foi finalista no Prêmio Jabuti.

Outros livros não são tão intencionais em sua mensagem sobre o meio ambiente, mas trazem de forma poética a beleza da natureza e ensinam sobre a relação saudável entre homem e meio ambiente. Confira alguns deles:

João Graveto, João Pessoa

Nessa obra de Marismar Borém (texto) e Thiago Mazza (ilustrações) somos apresentados a dois “joões”: o Graveto, que é um pássaro pequeno de penas amarronzadas, e o Pessoa, que é um menino da mesma cor do passarinho. A história nos conta sobre a linda relação entre criança e natureza e a semelhança entre os dois.



Buriti Grande

Essa é uma deliciosa história de uma menina que resolve nos contar sobre suas lembranças desenhadas na infância e as aventuras vividas num lugarejo cheio de natureza, que era meio roça, meio Sírtio do Picapau Amarelo. A obra é de Marismar Borém (texto) e Lelis (ilustrações).





O Fuxico de Janaína

Esta obra nos traz narrativas míticas da religiosidade de origem afro-banto. O livro é uma recriação baseada nos relatos orais do “povo de santo” da nação Angola, narrados por Tata Kajalacy e Janaína Figueiredo. A história é sobre Janaína, uma das filhas de Kaitumba – a senhora dos mares - que se apaixona pelo caçador Kaitimba. As ilustrações de Paulica Santos nos arrebatam para cenários líricos, onde o mar é o protagonista.





O Dia de Ir Vir

O livro é um delicioso convite para o movimento da vida. Alain Allard nos lembra que, por milhares de anos, os seres humanos foram nômades, mas depois se prenderam em suas casas, esquecendo-se de olhar para o céu. Ele também conta a história de seis tribos que resgataram a beleza do movimento contínuo e inventaram o aniversário da mobilidade! As ilustrações de Mariona Cabassa têm cores vibrantes e escancaram a beleza da natureza e da vida pulsante.




Voltar