Temporada de cursos da Aletria

Publicado: 03/03/2017

... Livro infantil, brincadeira e muita, MUITA contação de histórias

A Aletria vai se despedindo desse carnaval delicioso com as energias renovadas e muita coisa boa pra contar.

Começamos logo com uma notícia da mais alta importância! Tanta, que o Tatu-balão fez um pouso de emergência; a Repolheira fechou a banca mais cedo; Janaína silenciou tudo, da praia ao ponto mais profundo do mar e as bruxas, lobisomens e seres encantados da Ilha da Magia convocaram uma assembleia extraordinária para discutir a novidade.


Então vamos lá...


ESTÁ OFICIALMENTE ABERTA A TEMPORADA DE OFICINAS E CURSOS DO INSTITUTO CULTURAL ALETRIA!!!



Porque aqui brincadeira, livro infantil e contação de histórias são assuntos que a gente leva muito a sério e se você também pensa assim, dá uma olhada na nossa agenda de formações do 1º semestre.

Fique bem atento para não perder nadinha!  

Abrindo os trabalhos já neste mês de MARÇO, nossa menina dos olhos não iria ficar de fora dessa agenda bombante. No dia 21 de março, o curso “A arte de contar Histórias” volta com tudo! Confira essa programação fantástica...


CURSO: A arte de Contar Histórias – Módulo I, com Sandra Lane e Rosilda Figueiredo

Início: 21 de março (TERÇAS-FEIRAS)

Término: 20 de junho

Horário: das 16 às 19h

Programa: Preparação para a entrada no universo da narração oral: memória afetiva e encantamento das histórias de vida / Raízes do Conto Popular, Tradição oral brasileira (cirandas, cantigas, adivinhas, trava-línguas, quadrinhas, ditos populares, parlendas, fórmulas de início e encerramento dos contos) / História da narrativa no ocidente / Contos de Fada / Técnica de Memorização do conto tradicional / Exercícios de desinibição, expressão, respiração, voz, corpo e ritmo / Performance do Contador de Histórias / O repertório do contador de histórias / Elaboração do espetáculo de encerramento.

Espetáculo de Formatura (13/6): "Era uma vez outra vez" (presenças de Sandra Lane, Vilmar de Oliveira, Rosilda Figueiredo e Rosana Mont’Alverne)

Valor do curso: R$890,00 + R$90,00 de matrícula (o curso pode ser dividido em 4 parcelas)


Da Boca pra Fora na Ponta da Língua

Aula-espetáculo com José Bocca (SP) – GRATUITA!

Data: 15/03, das 19h às 21h (quarta-feira)

Local: Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte – Centro de Referência da Juventude

Ementa: Contar e ouvir histórias sempre foram maneiras do homem afugentar seus medos, trocar experiências, reavivar memórias, refletir, se emocionar, se alegrar. Através dos tempos as histórias vêm sendo transmitidas primeiro de boca em boca, depois escritas, mas sempre com alguém disposto a ressuscitar a palavra e a transportá-la ao seu estado mais puro e espontâneo: a oralidade. A literatura oral é a raiz onde guardamos as principais manifestações que nos distinguem culturalmente. Está entre nós desde o povoamento do mundo, amalgamado na mistura de raças e pensamentos. Algumas histórias atravessaram o tempo e o espaço para chegar até nós, misturando-se com as que aqui já existiam. No mundo todo há registros de programas periódicos de narração de histórias sendo aplicados em prisões, hospitais, bibliotecas, praças e outros espaços, com resultados muito positivos. Como ferramenta pedagógica, sendo usada diretamente na sala de aula, torna-se uma importante aliada do professor, oferecendo melhores possibilidades de interação com os alunos.

Público-alvo: Professores, contadores de histórias, estudantes de pedagogia, educadores sociais, atores e pessoas interessadas na milenar arte de contar histórias.

Professor: O paulista Zé Bocca é ator e contador de histórias. Já percorreu diversas capitais brasileiras com seus espetáculos, entre elas Porto Alegre, Rio de Janeiro, Fortaleza, Belo Horizonte, São Paulo, Florianópolis, Recife e Salvador. Vencedor do Festival de Humor de Sorocaba (SP), na categoria Causos e Mentiras, no ano de 2007. Coordenador e apresentador do projeto Violas, Causos e Crendices, em Votorantim (SP), de 2002 a 2012.


E o Zé Bocca ainda fica mais uns dias por aqui para a Oficina

Na Cadência do Conto: o ritmo nas narrativas orais

Data: 17/03, das 19h às 21h e 18/03, das 10h às 17h (sexta e sábado)

Carga-horária: 8 horas

Público-alvo: Contadores de histórias, professores, atores, estudantes de pedagogia, educadores sociais e demais pessoas interessadas com idade acima de 18 anos.

Ementa: Desde que o mundo é mundo, contar e ouvir histórias são maneiras de afugentar medos, reavivar memórias, trocar experiências. Através dos tempos as histórias vêm sendo transmitidas primeiro de boca em boca, depois escritas, mas sempre com alguém disposto a ressuscitar a palavra e a transportá-la ao seu estado mais puro e espontâneo: a oralidade. Alguns narradores lançam mão de diversos aparatos, mas não dão devida atenção ao ritmo da narração. Não se condena o uso de adereços em uma performance, mas o que usarmos deverá servir como suporte harmônico da palavra falada. Muitas vezes ouvimos contadores de histórias que empregam o mesmo ritmo no decorrer de toda a narrativa; em outras, o excesso de movimentos e gestos não oferecem um ritmo confortável para quem assiste. Sendo a palavra oral a principal matéria-prima do narrador, é o ritmo da narrativa que conduz a história para cada “paisagem” proposta. A Oficina Na Cadência do Conto, através de dinâmicas lúdicas e exercícios práticos, vai trabalhar a importância do ritmo nas narrativas orais.  

Valor da inscrição: R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais). Obs.: apostila incluída no preço.



Uma paradinha para tomar um fôlego e continuar a todo vapor no mês de ABRIL. Veja só!

OFICINA: A verdade nos contos de sabedoria, com Rosana Mont’Alverne

Data: 01/04, sábado, das 9h às 13h

Carga horária: 4 horas

Público-alvo: Interessados em literatura oral e na arte de contar histórias

Ementa: A oficina foi especialmente elaborada para conduzir os participantes ao encontro da “verdade” através dos contos de sabedoria e às possibilidades de interpretação e renovação do repertório de histórias. Histórias, aliás, chamadas de “mentiras que contam verdades”. Mas essas verdades são veladas. Elas nos aparecem mascaradas e com toda a aparência de ilusão e mentira. “Um conto sempre é mentiroso. Nele se esconde uma semente de verdade. Mentira ou verdade? É a você que cabe decifrá-las!”, nos previne o contador errante. Na realidade, a “mentira” dos contos é um artifício destinado a quebrar os automatismos de nossa mente e a destruir as barreiras de prejulgamentos que nos separam da verdade. Se a verdade – ou o que acreditamos ser a verdade – mente, então pode ser que a mentira – a mentira dos contos, ou seja, a fabulação – tenha a chance de dizer a verdade.

Professora: Rosana Mont’Alverne é Bacharela em Direito e Mestre em Educação pela UFMG; Especialista em Arte-Educação: da Palavra Oral à Escrita pela PUC MG; autora e editora de Literatura Infantil e Juvenil. É Contadora de Histórias desde 1995, já tendo participado de inúmeros festivais nacionais e internacionais de narradores orais. É Fundadora do Instituto Cultural Aletria e Professora do Curso A Arte de Contar Histórias. Rosana é Presidente da Câmara Mineira do Livro (CML); Coordenadora-Geral do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Minas Gerais (PELLLB MG), representando a sociedade civil e Titular do Conselho Estadual de Política Cultural de Minas Gerais (CONSEC).

Valor da inscrição: R$ 180,00 (cento e sessenta reais). Obs.: apostila incluída no preço.

 

OFICINA: Brincadeiras na sala de aula, com Rosilda Figueiredo

Data: 08/04/2017, sábado, das 9h às 13h

Carga-horária: 4h

Público-alvo: Professores, pais, educadores sociais, catequistas, brincantes e demais interessados em brincadeiras enquanto cultura, socialização e desenvolvimento cognitivo, fonológico e linguístico da criança.

Ementa: Nesta oficina serão trabalhados repertórios práticos de brincadeiras tradicionais brasileiras em processos de ensino/aprendizagem. O princípio básico é a brincadeira enquanto cultura, socialização e desenvolvimento cognitivo, fonológico e linguístico da criança.

Professora: Rosilda Figueiredo é atriz, contadora de histórias, brincante e pesquisadora. Fundadora e diretora artística da Trupe Arte com Alegria, é licenciada e bacharela em Teatro pela UFMG. Pós-graduada em Psicanálise – Clínica da Criança e do Adolescente pela PUC Minas e brincante certificada pelo Instituto Brincante, de São Paulo, coordenado por Antônio Nóbrega. Fez parte do corpo de baile do grupo de danças folclóricas Aruanda e é pesquisadora de cantigas de roda e brincadeiras tradicionais infantis. Atualmente é também Professora de Artes na Prefeitura de Contagem (DRT 8051).

Material: O aluno deve vir com roupa confortável que lhe permita livre movimentação.

Valor da inscrição: R$ 160,00 (cento e sessenta reais)


 

Quer mais? Pois aqui a gente não para. O mês de MAIO trará ainda duas oficinas.

OFICINA: Escrita literária "Ficções curtas", com Jacques Fux

Data: 04, 11 e 18/05, das 19h às 22h

Carga-horária: 9h

Público-alvo: Todos aqueles que por alguma razão queiram desenvolver a escrita literária.

Ementa: Será que os gêneros literários ainda existem? Será que ainda podemos - e devemos - classificar textos curtos como crônicas, contos, ensaios, novelas, matérias jornalísticas? O que estes textos têm em comum? E em que eles diferem? O objetivo da oficina será o de discutir e trabalhar com esses textos de forma ficcional, entendendo como todos eles são capazes de contribuir para a escrita contemporânea.

Professor: Jacques Fux é doutor em Literatura Comparada pela UFMG e pela Université de Lille 3. Foi pesquisador visitante na Universidade de Harvard. Pós-doutor em Teoria Literária. Autor de Literatura e Matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o OULIPO, livro vencedor do Prêmio Capes pela melhor tese do Brasil e finalista do Prêmio APCA. Venceu o Prêmio São Paulo de Literatura com Antiterapias. Publicou ainda: Brochadas: confissões sexuais de um jovem escritor e Meshugá: um romance sobre a loucura (José Olympio, 2016).

Valor da inscrição: R$450,00 para quem optar por fazer os dois módulos: "Ficções curtas" + "Ficções longas" (em julho).

R$300,00 para quem optar por fazer apenas um dos módulos.


OFICINA: Voz, Corpo e Expressão Oral, com Amanda Prates

Data: 06/5, sábado, das 9h às 12h

Carga-horária: 3h  

Público-alvo: Contadores de histórias, cantores, atores, professores e palestrantes

Ementa: A oficina Voz, Corpo e Expressão Oral visa desenvolver a fluidez do cantar e das ações físicas do atuante, tendo como pilar cantigas tradicionais brasileiras e de outras partes do mundo e suas vertentes: melodia, ritmos, intenções e presença. Através de exercícios de técnica vocal como: emissão, respiração, articulação, projeção e do ritmo a partir da percepção dos impulsos e seus registros físicos pretende-se instrumentalizar o aluno para a compreensão prática e sensível dos elementos constituintes da canção tradicional popular e sua relevância para a vivificação e fluidez da presença.

Professora: Amanda Prates é cantora e compositora. Licenciada em Música pela UFMG, fundou e integrou o Grupo Girau, tendo produzido dois CDs autorais e uma pesquisa cênica sobre o músico e a cena. Participou, como artista convidada, do Festival Sonora - Ciclo Internacional de Compositoras e realizou trabalhos de direção musical e criação de trilhas sonoras. Atua como preparadora vocal e realiza uma pesquisa de canções tradicionais e sua interface com o teatro e performances narrativas.

Material: o aluno deverá usar roupas confortáveis (blusa e calça), preferencialmente sem logotipos ou estampas fortes.

Valor da inscrição: R$ 140,00 (cento e quarenta reais).

 

OFICINA: A voz do contador de histórias: cuidados, técnicas e expressividade, com Maria Cristina Ribeiro

Data: 19/5, das 19h às 22h e 20/5, das 9h às 12h (sexta e sábado)

Carga-horária: 6 horas

Público-alvo: Todos aqueles que por alguma razão queiram desenvolver a voz cênica e ampliar suas possibilidades de expressão vocal.

Ementa: O uso da voz do contador de histórias abrange dimensões físicas e emocionais. O contador de histórias precisa ter uma voz elástica para veicular uma infinidade de intenções e emoções. Para transmitir intenções, utilizamos várias combinações de recursos vocais, tais como duração, frequência, intensidade, ritmo, articulação, ressonância e respiração. Estas combinações são realizadas ao se pronunciar uma palavra isolada ou no decorrer da fala. Na organização do conjunto dos elementos vocais de uma fala, podemos usar pausas entre uma palavra e outra, dizer um conjunto de palavras rápida ou lentamente, iniciar uma frase em um tom mais agudo e terminar no grave, enfim, podemos dispor dos recursos vocais de várias formas e arranjá-los de maneira que transmitam nossas intenções o mais fielmente possível. Conjuntos arranjados com combinações de recursos vocais diferentes transmitem sentimentos diferentes. Para alcançar esta pluralidade de arranjos vocais, o contador de histórias precisa dominar seu aparelho fonador, conhecer e dominar as técnicas vocais e a poética da voz.

Professora: Maria Cristina Ribeiro é Fonoaudióloga, Especialista em Distúrbios da Comunicação e Mestre em Literatura pela Faculdade de Letras da UFMG, onde defendeu dissertação sobre a análise acústica da voz de contadores de histórias rurais.  Professora de Técnicas Vocais para Teatro e Performance Comunicativa.

Material: O aluno deve vir com roupa confortável que lhe permita livre movimentação.

Valor da inscrição: R$ 220,00 (duzentos reais).


Para encerrar essa primeira temporada de cursos de 2017, marque já na sua folhinha dos meses de JUNHO...

OFICINA: O livro infantil: apreciação, mediação e escolhas literárias, com Chrisley Soares Félix 

Data: 03/06, sábado, das 9h às 12h e das 13h às 16h

Carga-horária: 6 horas

Público-alvo: Professores, estudantes, educadores sociais, cuidadores de crianças de 0 a 5 anos e demais interessados no tema.

Ementa: A oficina resgata a importância da literatura no processo de desenvolvimento da criatividade e imaginação das crianças, além de apresentar estratégias, repertório literário e materiais diversos que contribuem na construção do sujeito leitor, com técnicas diversificadas de mediação de leitura e narração de histórias para bebês e crianças.

Professora: Chrisley Soares Félix é Pedagoga, Mestre em Educação pela FaE/UFMG, doutoranda em Estudos de Linguagens pelo CEFET-MG e Psicopedagoga. É professora da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte e das Faculdades Pitágoras e FUMEC. Leciona as disciplinas Educação Infantil, Organização do trabalho em creches, Literatura Infantojuvenil, dentre outras. Tem experiência como formadora de professores pelo Ceale-UFMG, Ministério da Educação e como avaliadora de livros literários.

Valor da inscrição: R$ 220,00 (duzentos e vinte reais).


... e JULHO

OFICINA: Escrita literária "Ficções longas", com Jacques Fux

Data: 06, 13 e 20/07, das 19h às 22h

Carga-horária: 9h

Público-alvo: Todos aqueles que por alguma razão queiram desenvolver a escrita literária.

Ementa: Será que os gêneros literários ainda existem? Será que ainda podemos - e devemos - classificar textos longos como biografias, ensaios críticos, romances, novelas? O objetivo da oficina será o de discutir e trabalhar com esses textos de forma ficcional, entendendo como todos eles são capazes de contribuir para a escrita contemporânea.

Professor: Jacques Fux é doutor em Literatura Comparada pela UFMG e pela Université de Lille 3. Foi pesquisador visitante na Universidade de Harvard. Pós-doutor em Teoria Literária. Autor de Literatura e Matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o OULIPO, livro vencedor do Prêmio Capes pela melhor tese do Brasil e finalista do Prêmio APCA. Venceu o Prêmio São Paulo de Literatura com Antiterapias. Publicou ainda: Brochadas: confissões sexuais de um jovem escritor Meshugá: um romance sobre a loucura (José Olympio, 2016).

Valor da inscrição: R$450,00 para quem optar por fazer os dois módulos: "Ficções curtas" (em maio) + "Ficções longas".

R$300,00 para quem optar por fazer apenas um dos módulos.

__________________________________________________________________

Se você tiver alguma dúvida, ou precisar de outras informações, entre em contato com a gente: [email protected] / (31) 3296-7903

Voltar