Tomi Ungerer | 1931 - 2019 | Aletria tomi ungerer, falecimento, ilustração, literatura infantil, adelaide, canguru, aletria, livro ilustrado

Tomi Ungerer | 1931 - 2019

Publicado: 18/02/2019

O famoso ilustrador, pintor e autor Tomi Ungerer, nascido em 28 de novembro de 1931 em Estrasburgo (França), morreu durante a noite de sexta a sábado, 9 de fevereiro de 2019, em Cork (Irlanda) aos 87 anos.

“Minhas raízes estão na Alsácia e a copa da minha árvore está na Irlanda.”

Ungerer, filho de um relojoeiro, passou metade de seu tempo em uma fazenda de 50 hectares situada na paisagem atemporal da Irlanda do Sul e a outra metade vivendo em sua segunda residência em Estrasburgo, o centro dessa “cultura intermediária” entre França e Alemanha. Em Estrasburgo, um museu dedicado ao seu trabalho foi aberto em 2007: Musée Tomi Ungerer - Centre international de l'Illustration, o primeiro museu de um artista francês vivo.

Tomi Ungerer ganhou vários prêmios importantes. Por seu compromisso com as relações entre França e Alemanha, recebeu a medalha Bundesverdienstkreuz em 1992 e o Prix de l’Académie de Berlin em 2008. Em 2014, o ex-presidente francês François Hollande nomeou-o “Comandante da Ordem Nacional do Mérito” e em 2018 o atual presidente Emmanuel Macron nomeou-o “Comandante da Legião de Honra”

A Diógenes Edições lamenta a morte de seu autor mais antigo. Desde 1960, os livros de Tomi Ungerer foram publicados pela Diógenes, entre eles o autobiográfico: Uma infância sob o nazismo. Seus livros ilustrados, entre eles Os Três Ladrões e o Homem-Lua, há muito se tornaram clássicos infantis. Seus livros venderam mais de 17 milhões de cópias em todo o mundo.

O legado de Tomi Ungerer é vasto e multifacetado. Até a sua morte, ele estava trabalhando no livro de imagens Non Stop, que será lançado na Europa em abril. Uma história sobre amizade, confiança e humanidade em tempos sombrios, tanto para adultos como para crianças. Também previsto para lançamento em 2019 é o seu trabalho America com 300 fotos do tempo em que Tomi Ungerer viveu nos EUA.

--

Jean Thomas Ungerer nasceu em Estrasburgo em 1931 e cresceu em Logelbach, perto de Colmar (França). Durante a juventude, decidiu viajar pela Europa, uma vez que não passara no vestibular. Tomi Ungerer entrou na École Municipale des Arts Décoratifs em Estrasburgo, mas depois de alguns meses recebeu um educado convite para sair. Em 1956, Ungerer chegou a Nova York com apenas 60 dólares em seu bolso, a cabeça cheia de Steinberg, Thurber e Addams e uma mala cheia de desenhos. Rapidamente, ele se tornou uma estrela. Em dez anos, ele publicou mais de 80 livros como caricaturista, ilustrador e autor de livros infantis. Como artista gráfico, criou campanhas publicitárias e pôsteres para Willy Brandt, Stanley Kubrick, The New York Times e outros grandes nomes. Em 1971, num impulso repentino, ele deixou Nova York com sua segunda esposa Yvonne. O famoso Ungerer se tornou um criador de ovelhas, porcos e cabras. Em 1976, ele se estabeleceu em uma fazenda perto de Cork, na Irlanda, o lugar que se tornaria sua segunda casa.

Voltar